Carreira

5 competências do coaching capazes de ajudar a otimizar a performance do Neymar

 

 

Quando o lado físico não está em alinhamento com o emocional as situações do cotidiano podem sair do controle. Inclusive, esta falta de harmonia foi a responsável por prejudicar a grande aposta do Brasil na última Copa do Mundo. Durante o evento esportivo, Neymar não foi capaz de demonstrar todas as habilidades técnicas e ainda teve atitudes comportamentais que feriram a sua imagem perante os espectadores. Após o baixo desempenho, o atacante do Paris Saint-Germain optou por ficar recluso enquanto tenta amenizar as consequências da atuação em campo. Diante deste cenário, o coaching torna-se uma ótima alternativa.

A partir de ciências como Psicologia, Recursos Humanos e Administração, a metodologia utiliza técnicas e ferramentas com o objetivo de desenvolver competências comportamentais de um profissional ou empresa para que seja possível alcançar resultados extraordinários em um curto período de tempo. “Trata-se de um processo que visa proporcionar mudanças positivas e duradouras, mas de forma assertiva e acelerada. É um meio de visualizar com clareza os pontos individuais a fim de incentivar o aumento da autoconfiança e a quebra das crenças limitantes. Portanto, o coaching é um forte aliado ao Neymar”, afirma José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching.

Para o especialista, é inegável que o jogador tem um dom futebolístico porque sempre trabalhou muito bem a parte física. Contudo, ao deixar o desenvolvimento emocional de lado acabou dando motivos para ser alvo de críticas e ironias tanto na imprensa como nas redes sociais. “O Neymar tem as habilidades necessárias para reverter a situação, mas a sua imagem pode e deve ser trabalhada por meio de questões comportamentais. Afinal, nos jogos ele mostrou-se impulsivo e não soube ter controle emocional. O fato é que ele é um jogador “caçado” em campo e tirou proveito deste fator de maneira equivocada”, explica.

Ao avaliar a performance do atacante na Copa, Marques chegou a conclusão de cinco competências encontradas no coaching que podem ajudá-lo a otimizar os resultados. Veja-as abaixo:

1-   Inteligência Emocional

Em campo Neymar indicou uma falta de controle emocional ao provocar os adversários e utilizar-se de xingamentos. Este é um comportamento que acontece em meio a episódios de estresse e pressão. Nestes casos, a inteligência emocional é a melhor saída para lidar com ocasiões adversas.

2-   Visão Sistêmica

Neymar é conhecido por querer finalizar as jogadas sozinho. Mas, ter uma visão sistêmica contribui para enxergar o plano inteiro do campo e encontrar o melhor caminho para chegar ao gol.

3-   Disciplina

Para atingir as metas pessoais e profissionais é preciso estar disposto e comprometido. O coaching viabiliza ao atleta a consciência das ações a serem feitas para se chegar aonde deseja e também identifica as atitudes que devem ser eliminadas por atrapalhar a trajetória ao objetivo final.

4-   Propósito

Os talentos do Neymar em campo são nítidos. Porém, como anda o propósito de vida dele? Ter os propósitos pessoais e profissionais de forma clara na mente é fundamental para impulsionar a pessoa a agir com assertividade para alcançá-los.

5-   Inspiração

O futebol é um dos elementos que fazem parte da cultura brasileira e por este motivo exerce uma grande influência social. Neste sentido, o jogador precisa ter uma postura adequada para inspirar os colegas de equipe e a população. O perfil inspirador é construído ao longo das sessões de coaching, é preciso ser exemplo.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics