Carreira

7 mitos sobre profissionais com perfil empreendedor

De acordo com pesquisa realizada, entre agosto e setembro de 2017, pela MindMiners e PayPal, 66% dos brasileiros desejam ter um negócios próprio para ter liberdade e autonomia. Na prática, nem 10% desses profissionais seguem em frente com a ideia. Por quê?

Para o megainvestidor americano Neil Patel, embora surjam pequenas empresas todos os dias, esse número poderia ser bem maior se os empregados que desejam empreender não se auto-boicotassem com cenários – irreais – que foram criados pela atual sociedade. Assim, esses equívocos confundem aqueles que querem começar um negócio, mas não sabem ao certo como fazer.

“Nem todos possuem o que é preciso para iniciar um negócio e se tornar empreendedor. Alguns têm o dinheiro, mas não possuem a mentalidade para empreender, outros têm a vontade de abrir um negócio, mas não possuem recursos para começar ou há ainda aqueles que possuem recursos e têm vontade de ter seu próprio negócio, mas não têm contatos suficientes para iniciar em um segmento”, elenca Patel.

Veja a lista, desenvolvida pelo guru, com os mitos mais propagados sobre o perfil do empreendedor no país:

1º Mito: Empreendedores trabalham 24 horas por dia

Um dos fatores que põe a pensar quem deseja abrir seu próprio negócio é o fato de ouvir muito que após se tornar um empreendedor, não terá mais tempo disponível para a família e vida pessoal, pois estará sempre à frente das decisões da empresa e será necessário a presença constante nos negócios. Embora seja verdade que empreendedorismo requer comprometimento, é perfeitamente possível que o empreendedor tenha vida pessoal.

Para o especialista é fundamental saber programar horários específicos para verificar e responder e-mails e organizar uma lista de tarefas, por exemplo. “O segredo está na capacidade de gerenciar o tempo da sua vida profissional. Além disso, um empresário que tenta sempre ser multitarefa acaba, na verdade, reduzindo sua produtividade”, explica.

2º Mito: Para empreender é necessário assumir muitos riscos

Geralmente não é possível obter grandes retornos se não estiver disposto a assumir riscos, mas não se trata de qualquer risco. Empreendedores aprendem a assumir riscos calculados de forma que esteja em equilíbrio o risco com os lucros que podem ser obtidos.

“Se não houvesse riscos, todos poderiam empreender, pois teriam a certeza do sucesso. Nem sempre ao se arriscar os empreendedores têm essa certeza, por isso procuram sempre limitar riscos iniciais e seguir apenas com aqueles que têm grandes chances de ser uma certeza”.

3º Mito: Tem como motivação inicial apenas o dinheiro

Não é verdade dizer que empreendedores só iniciam negócios pensando nos lucros que irão obter. Muitos pequenos empreendedores começam suas empresas interessados em qualidade de vida ou em realizar o sonho de poder trabalhar com o que gosta de fazer. “Apesar de o dinheiro ser um motivador, muitos empreendedores atribuem como principal motivação à conquista da flexibilidade e de um maior controle em suas rotinas”.

4º Mito: Empreender por meio de empréstimos bancários ou familiares

Boa parte dos empresários começa um negócio após obter dinheiro de empréstimos pessoais ou com família e amigos, superando a parcela de quem obtém dinheiro através de capital de risco. Segundo Patel, nenhuma dessa formas é a mais indicada para quem está em busca do sucesso. “Se você deseja ser um empresário realmente bem sucedido é necessário iniciar com seu próprio capital, pois por mais que ninguém deseje se decepcionar ao investir, fica mais difícil arriscar quando o dinheiro investido não é o seu e com isso deixar de fazer pode lhe custar bons retornos”.

5º Mito: Para ser empreendedor é preciso uma ideia original

Por acharem que precisam de uma ideia original, muitos empreendedores desistem de abrir seus próprios negócios. “Esse é um assunto muito equivocado. Não há nada de errado em criar um negócio a partir de ideias dos modelos já existentes, desde que sua criação não infrinja as marcas registradas, patentes ou a propriedade intelectual de outra pessoa”, explica.

6º Mitos: É preciso ter cursos de empreendedorismo e formação acadêmica

Apesar de a educação ser aliada em várias questões, não é preciso ensino superior para abrir um negócio. “Não é um requisito obrigatório para quem deseja realizar seus sonhos. Não que o empreendedor não deva estudar, ele só não deve acreditar que seu sucesso dependerá de ter ou não uma graduação”.

7º Mito: Apenas jovens são empreendedores

O empreendedorismo está cada vez mais forte entre os jovens, mas iniciar um negócio é possível a qualquer idade desde que o empreendedor tenha recursos suficientes para fazê-lo. “É possível encontrar muitos casos, assim como também é possível encontrar pessoas de mais idade que utilizaram a experiência e o conhecimento sobre estabilidade financeira para colocar suas ideias em prática”, destaca.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics