Engajamento

Busca por satisfação no trabalho está entre os assuntos mais recorrentes em sessões de terapia, de acordo com amostragem

Esqueça a nova proposta de Reforma Trabalhista ou mesmo as recentes greves organizadas por sindicatos em todo o Brasil, assuntos de grande destaque na mídia atualmente – pelo menos, tente não se lembrar disso tudo por enquanto. Aproveitando o mês de maio, quando celebramos o Dia do Trabalho, o Zenklub ouviu psicólogos que realizam atendimento por meio de sua plataforma online e descobriu que muita gente tem recorrido à terapia para sanar conflitos internos e externos relativos à vida profissional. A amostragem traz dados de psicólogos de todo o Brasil.

Sejam em atendimentos presenciais ou por meio de vídeo-consulta, realizado no ambiente virtual do Zenklub, os psicólogos afirmam que 80% de seus clientes trazem queixas relacionadas ao trabalho. Além disso, 20% dos psicólogos afirma só ter casos onde o único problema relatado é derivado da carreira profissional. Entre as mais comuns, destaque para desmotivação porque o trabalho atual já não faz sentido; conflitos no ambiente de trabalho com colegas e superiores, gerando estresse e exaustão; além do medo de mudar e dificuldade de transição de carreira.

De acordo com a amostragem, sintomas como falta de concentração e de foco, produção reduzida e distração evidenciam ainda mais aqueles que já não conseguem encontrar satisfação no trabalho. “Quando a pessoa não tem muita clareza do por que ela está insatisfeita, talvez eu incluísse que o comportamento fica mais reativo e questionador”, explica Renata Green, psicóloga que também atende por meio do Zenklub. Especializada em psicossomática e com sete anos de experiência em RH, ela diz que a pessoa pode começar a contestar valores da empresa e de colegas de trabalho em situações mais tensas, como em reuniões e projetos.

Mas será que ser feliz no trabalho é uma utopia?

A psicóloga Renata Green tem boas notícias àqueles que ainda não conseguiram alcançar satisfação no trabalho. Segundo ela, a dita utopia nada mais é do que uma crença limitante, que foi sendo repetida e acabou internalizada. “Mais do que estar contente com o seu trabalho atual procure a sua motivação intrínseca. O que gente vê são pessoas fazendo coisas a partir de motivadores externos, ou seja, o que os outros esperam que elas façam”, destaca. Em outras palavras, o grande segredo está em entender o que move cada um, se é dinheiro, status, rotina, tempo em casa e para se relacionar, para contribuir com outros etc.

Para justamente entender se as pessoas estão felizes com o que realizam profissionalmente, a consultoria de recrutamento e seleção Elancers fez um levantamento entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017. Após consultar 2.290 usuários do site Vagas Online, ela descobriu que a insatisfação com a carreira é de 46% entre os homens e chega a 49% entre as mulheres. Tratam-se de pessoas que, possivelmente, ainda não recorreram ao auxílio psicológico para tentar reprogramar os próprios objetivos.

Sobretudo para os empregados que estão no epicentro da desmotivação, saber reconhecer o propósito de vida nem sempre é o suficiente para iniciar uma mudança. A psicóloga diz que sua primeira missão ao lidar com um cliente assim é ajudá-lo a fortalecer a autoestima, para que assim ele acesse esse conhecimento. Em um segundo momento, estimular que ele coloque seus desejos em prática com ferramentas e recursos específicos. Claro que vai variar de caso para caso, até porque a essa altura alguns clientes apresentam estresse, esgotamento mental, tristezas profundas e até mesmo doenças mais sérias, como depressão.

Com o objetivo de atenuar os efeitos da desmotivação, muitas empresas já têm custeado parcial ou integralmente consultas via Zenklub para seus funcionários. De acordo com o médico Rui Brandão, criador da plataforma online, as pessoas deixam de aproveitar os benefícios da terapia por conta da falta de tempo – ou, pelo menos, essa é uma de suas justificativas. Com o Zenklub, segundo ele, é possível que elas se consultem com o psicólogo de sua preferência em um local reservado no próprio ambiente de trabalho ou em casa, caso se sintam mais confortáveis.

Comentários

comentários

Desde 1998 p&n é uma plataforma de conteúdos referência em Gestão de Pessoas e mundo do trabalho. Tanto nas versões web e impressa, com sua linha editorial independente, é focada na melhor entrega de informações e serviços para os profissionais de RH.

curte com a gente!

© 2017 Revista Profissional & Negócios. By Rockbuzz | Estratégia Digital

TOP