Atração

CA Technologies incentiva a igualdade de gêneros com licença paternidade

Para promover e ampliar a igualdade de gêneros da companhia, a CA Technologies acaba de anunciar a implantação de uma política de licença parental. A partir da iniciativa, a desenvolvedora de softwares oferecerá aos colaboradores de todas as filiais ao redor do mundo pelo menos 12 semanas de licença remunerada ao longo dos 12 meses após o nascimento ou a adoção de filhos. No Brasil, a empresa já disponibiliza as mulheres uma licença de 180 dias e aos homens eram cedidas seis semanas. Portanto, a principal mudança foi a concessão do dobro do tempo para dedicar cuidados ao novo membro da família.

Além de apoiar os funcionários depois do nascimento do bebê, a nova política  incentivará o envolvimento ativo nos primeiros meses de cuidados com o recém-nascido ou filho adotado a fim de criar uma cultura ainda mais inclusiva dentre os atuais colaboradores e atrair novos talentos.

“Igualdade, diversidade e inclusão têm um papel fundamental no sucesso dos negócios e neste cenário a licença parental ajudará a aumentar o nível de equilíbrio entre os gêneros e por consequência proporcionará uma experiência mais recompensadora aos funcionários. O setor de TI apresenta desafios específicos de igualdade de gênero, então, estamos confiantes de que essa iniciativa também desempenhará um papel de liderança na promoção de uma sociedade sustentável, próspera e inclusiva”, afirma Silvio Trindade, diretor sênior de recursos humanos da CA Technologies.

Os colaboradores da companhia que apresentam um ano de serviços prestados podem usufruir da licença desde 1º de julho. Existe também a possibilidade de optar por um período mais curto de licença com os salários e benefícios pagos normalmente.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics