Carreira

Como ser mãe, empreendedora e fazer o Home Office dar certo

Quando penso em trabalhar em Home Office, logo me vejo sem o stress do trânsito, podendo acordar mais tarde, trabalhando de pijama e levando meu filho na escola. Sonho? Nem tanto. A única parte que faz sentido é a do trânsito, mas as outras podem tornar-se um grande sabotador.

Mais de sete milhões de mulheres brasileiras tem encontrado no empreendedorismo uma alternativa para se realizar profissionalmente e ainda poder cuidar da família. Entretanto, é importante ter em mente que tudo pode sair do controle. Afinal, conciliar o trabalho e as tarefas de casa não é fácil. Sem organização, o sonho de empreender dá dores de cabeça. Neste cenário, é fundamental gerenciar o tempo.

Neste contexto, em primeiro lugar: não confie na sua mente! Tenha uma agenda ou um caderno. Antes de começar a trabalhar, escreva na primeira linha “Planejamento Diário” e comece a listar tudo o que deve fazer no dia e ao concluir faça um check. Isso ajudará a ter uma noção de tudo que fez no dia e o que ficou pendente, além de ter protocolos e detalhes de conversas ao telefone anotados. Óbvio, o que não for concluído passe para o próximo dia.

Defina o tempo para trabalho, horário para começar e terminar. Tenha horários pré-definidos para estudar, tomar café com potenciais clientes, levar as crianças para escola e fazer pagar as contas. Por exemplo, “toda terça das 15h às 18h: fazer pós-vendas”, “todos os dias às 16hs: buscar as crianças na escola”. Organizar as atividades pessoais e profissionais dá sentido e vazão à criação produtiva. Nada prospera sem um mínimo de planejamento.

Antes de qualquer coisa, se você optar por trabalhar em casa, converse com todos, explique que está trabalhando e que não deve ser interrompida para assuntos banais. Não é porque você está em casa que não esteja trabalhando sério. Tente se desligar dos acontecimentos do ambiente caseiro, leve para o seu canto água, café, e tudo que precisar para não ter que passear pela casa e ver coisas a serem feitas (como lavar a louça ou chamar atenção das crianças).

Veja abaixo dicas que ajudam nessa empreitada:

Home Office não significa trabalho em casa

Home Office define de forma genérica um trabalho que é realizado em lugares alternativos. Então, pode ser em cafeterias, hotéis, aeroportos, táxis, parques ou em casa.

Sugestão: tente usar espaços fora de casa para expandir e oxigenar sua mente, estar em contato com outras pessoas fará bem para sua criatividade, além de  te dar um respiro.

Atribua responsabilidades

Não queira ser a “dona do mundo”. Compartilhe, divida, delegue, pois, as pessoas ao seu redor são tão importantes, produtivas e competentes quanto você.

Nada de bad vibe

Todo mundo sabe que empreender não é fácil, que terá que fazer sacrifícios e suar a camisa, portanto nada de dramatizar em casa, hein?

Lembre-se do ócio criativo

Não estou falando para você largar tudo e ir ver um filme, entrar no Instagram ou ficar no Youtube. Segundo o sociólogo italiano Domenico De Masi, “para produzir mais, devemos trabalhar menos”, portanto, o ideal é não fazer nada de vez em quando e mergulhar no espaço vazio.

Por fim, equilibrar a vida pessoal e profissional exige consciência do problema e mudança de comportamento.

Por Nany Martins, mentora Executiva da Awee4Life.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics