Carreira

Confiança dos pequenos e médios empresários brasileiros retrai no 3º trimestre de 2018

A confiança dos empresários proprietários de negócios de pequeno e médio porte no Brasil no terceiro trimestre de 2018 recuou 3,09%, em comparação com o trimestre anterior – Esta informação é identificada pelo Índice de Confiança dos Pequenos e Médios Negócios (IC-PMN). Idealizado pelo Centro de Estudos em Negócios do Insper em parceria com o Santander, o índice atingiu 68,46 pontos.

“A reversão da evolução positiva da confiança dos empresários registrada nos dois trimestres anteriores, na nossa avaliação, foi consequência principalmente dos eventos registrados em maio (greve dos caminhoneiros e seus desdobramentos). Será necessário mais tempo para avaliar se os efeitos desses eventos serão apenas temporários ou de natureza duradoura”, aponta Gino Olivares, professor do Insper e pesquisador responsável pelo IC-PMN.

O superintendente executivo do segmento de Negócios & Empresas do Santander Brasil, Thomaz Antonio Licarião, acredita que o pessimismo dos empresários retrata um movimento pontual. “Hoje o crédito está mais barato, por conta do recuo da Selic. Nesses últimos dois anos de demanda retraída, os empresários estão mais eficientes em termos de custos e produção e estão recomeçando a investir nos seus negócios, apesar das incertezas de curto prazo”, explica o executivo. “Seguimos otimistas com o segmento e prontos para dar toda a assistência financeira e não-financeira a esse público”, ressalta.

A decomposição por regiões mostrou resultados heterogêneos. O Nordeste registrou o maior recuo com – 7,86%. Em seguida encontram-se as regiões Sul (-6,39%) e Norte (-6,11%). Já o Sudeste mostrou estabilidade com -0,10%. No entanto, o Centro-Oeste apresentou uma variação positiva de 0,73%.

Na análise por quesitos, o item Economia sofreu retração de 6,50% enquanto que o de Investimento obteve  queda de 3,63%. Por sua vez, o de Ramo teve variação negativa de 3,42%. Já o de Lucro mostrou baixa de 2,38% e  o de Faturamento contou com um recuo de 2,16%. Por último, o quesito Empregados teve uma leve variação negativa de 0,40%.

Na avaliação por setores da economia para o 3º trimestre de 2018, a confiança dos empresários da Indústria mostrou um recuo de 6,52%. No setor de Serviços houve uma queda de 5,83% e no de Comércio uma leve retração de 0,51%.

– Os dados do IC-PMN foram obtidos por meio de entrevistas telefônicas com 1356 pequenos e médios empresários de todo o país.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics