Desenvolvimento

CPFL Energia desenvolve simulador de realidade virtual

Dar voz aos colaboradores e desenvolver mudanças essenciais para a cultura organizacional das empresas. Foi com essa premissa que a CPFL Energia, em parceria com o Instituto Eldorado na área de Treinamento e Desenvolvimento, desenvolveu um simulador de realidade virtual para capacitação de eletricistas do grupo. “É mais uma alternativa para a reciclagem do colaborador. Uma forma de ter profissionais mais treinados e bem preparados, de maneira segura, econômica e frequente”, explica Luiz Thome, diretor de Gestão de Pessoas e Performance da CPFL.

O projeto foi desenvolvido para capacitar os eletricistas que atuam em situações de emergência. A coordenadora de Educação Executiva da empresa, Mara Eliane Rabello Pim, explica que o simulador faz com que o colaborador se sinta em um ambiente de subestação, a estrutura que rebaixa a tensão da energia para que ela possa ser distribuída com segurança nas cidades.

A metodologia do treinamento utiliza óculos de realidade virtual que inserem o colaborador em um modelo real das distribuidoras da empresa, simulando até 20 manobras da atividade.

O eletricista poderá realizar tarefas de operação e manutenção em um ambiente 3D fiel ao ambiente real que ele encontrará em seu trabalho. “O simulador ainda conta com interferências reais, como sol, chuva, animais, enfim, tudo que poderia interferir no trabalho dos colaboradores”, acrescenta Adriana Euflasino, analista de educação corporativa.

A tecnologia ainda mede o estresse do colaborador nos momentos de tensão, durante as situações de emergência. Para fazer essa medição, o simulador utiliza sensores biométricos que aferem as reações biológicas e o nível de estresse do colaborador em situações de risco.

Segundo Mara, a ideia é que, com a coleta dessas informações, as necessidades individuais de aperfeiçoamento para a execução de tarefas mais complexas fiquem mais claras. “O principal ganho com esse diferencial é que o eletricista vai poder treinar sempre e não ficar ‘parado’ um longo período antes de enfrentar alguma emergência real. Dessa forma, o colaborador vai se sentir mais seguro, menos preocupado e não terá tantas dúvidas”, destaca a coordenadora de educação executiva.

Desenvolvimento do projeto

O simulador de realidade virtual é resultado de um projeto desenvolvido há dois anos, e é financiado com os recursos do Programa de P&D da Aneel. As responsáveis pela educação executiva da CPFL, Mara e Adriana, explicam que o projeto foi dividido em 12 etapas, passando por estudos técnicos, análises de metodologias, aprovações, modelagem 3D, desenho do projeto, simulação, representação virtual, análise de equipamentos, simulação lógica, interface com o usuário e biometria.

O projeto já passou por três workshops diferentes para avaliar a efetividade do simulador. Participaram dos processos coordenadores de diferentes áreas, todos os perfis de colaboradores e o público-alvo do simulador: os eletricistas.

“No primeiro módulo, ainda em fase inicial, muitos colaboradores relataram enjoos, tontura e até mesmo dificuldade para entender o equipamento. Na segunda etapa, muitos já disseram que a qualidade das imagens estava melhor, e a experiência, como um todo, apresentou uma melhora. Já no terceiro workshop, 89% apontaram grande evolução, relatando facilidade para lidar com o simulador”, destaca Mara.

Com a implementação no ambiente interno, a equipe envolvida espera cruzar os resultados e avaliar os indicadores medidos há dois anos, antes do desenvolvimento do simulador, para compreender o real impacto do desenvolvimento para os colaboradores.

A tecnologia estará disponível para as oito distribuidoras do grupo, dentre elas a CPFL Paulista, CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz, CPFL Sul Paulista, CPFL Mococa, CPFL Jaguari, CPFL Leste Paulista e RGE, e será instalado nas cidades de Campinas, Ribeirão Preto e Bauru.

“O projeto é resultado da Usina de Ideias daqui da CPFL, que sempre possibilita novos projetos e processos. Foi uma sugestão que surgiu dento do grupo, e nós ouvimos e achamos interessante”, explica Thome, que acrescenta: “O simulador está 100% alinhado com a segurança, garante e evita a exposição de nossos colaboradores a um ambiente de risco. Todos saem ganhando”.

Assim que a pesquisa for concluída, o novo treinamento será apresentado à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e irá compor o portfólio da Universidade Corporativa da CPFL Energia.

Comentários

comentários

Comente aqui!

Qual sua opinião?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desde 1998 p&n é uma plataforma de conteúdos referência em Gestão de Pessoas e mundo do trabalho. Tanto nas versões web e impressa, com sua linha editorial independente, é focada na melhor entrega de informações e serviços para os profissionais de RH.

curte com a gente!

© 2017 Revista Profissional & Negócios. By Rockbuzz | Estratégia Digital

TOP
Web Analytics