Carreira

Crescimento e salário são fatores que mais influenciam decisões de carreira, diz estudo

Salário, oportunidades de promoção de carreira e qualidade de vida. Estas são as principais considerações dos profissionais brasileiros na hora de aceitar ou não um emprego, segundo uma pesquisa feita pelo Love Mondays.

Com base em 1000 respostas, o levantamento mapeou como o profissional brasileiro toma decisões de carreira. Da amostra pesquisada, 63% das pessoas estão buscando emprego. Outros 32% disseram não estar buscando emprego, mas considerariam mudar de trabalho se surgisse uma boa oportunidade.

Os cinco pontos que mais influenciam na hora de escolher um emprego, por ordem de importância, são salário (73%), oportunidades de promoção de carreira (72%),  qualidade de vida (58%), localização (52%), e benefícios tradicionais, como VR, VT, VA (45%). Na sequência aparecem cultura e valores da empresa, reputação da companhia, relacionamento com colegas e com gerentes, missão da empresa, e benefícios inovadores (home office, sala de descompressão, happy hours, etc).

Segundo o levantamento, os maiores desafios ao procurar por trabalho envolvem saber como realmente é trabalhar em uma determinada empresa (72%), encontrar trabalhos relevantes para experiências e habilidades já adquiridas (59%) e entender qual salário seria justo para a posição (44%).

Sobre quais informações são úteis na hora de avaliar uma empresa, a maioria dos pesquisados falou sobre avaliações dos funcionários (82%), informações sobre benefícios e salários (72%), cultura, missão, visão e valores da empresa (63%), e fotos e vídeos que mostram o ambiente de trabalho (35%). “Hoje, os profissionais também selecionam as empresas e querem estar bem informados neste aspecto. Prova disso é que 98% das pessoas consideram importante ou muito importante ouvir a perspectiva de uma empresa ao pesquisar sobre ambientes de trabalho”, explica Luciana Caletti, CEO e cofundadora do Love Mondays.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics