Cultura

Cultura organizacional é a solução para retenção de talentos

Perdemos muito tempo quebrando a cabeça, pensando em soluções que façam nossos melhores talentos não deixarem a empresa em busca de novas oportunidades. Programas de engajamento são testados, o RH desenvolve ações a fim de criar laços com os colaboradores, mas o problema de retenção permanece. A verdade é que a solução para esse problema está na cultura organizacional.

Um estudo realizado por especialistas da Universidade de Iowa sobre a questão de ter profissionais alinhados à cultura organizacional aponta que os funcionários que se identificam com a empresa têm mais chances de realizar um trabalho satisfatório, ter bom relacionamento com os colegas e ainda têm maior probabilidade de permanecerem na organização por um longo período.

Ter profissionais alinhados à cultura organizacional da empresa é um dos fatores mais importantes para trabalhar a retenção de talentos. Por isso, as empresas precisam estabelecer uma cultura sólida, com valores claros. Independentemente de como for, a definição da cultura organizacional precisa ser feita. E a cultura deve estar alinhada à visão e os objetivos de negócio da empresa.

Executivos e gestores precisam colocar esse tema na pauta das reuniões de planejamento estratégico. E, quando a cultura for estabelecida, eles também têm como responsabilidade garantir que os valores estabelecidos pela empresa são colocados em prática.

Uma vez que a sua empresa tem uma cultura organizacional estabelecida, toda ação, estratégia, decisão e comunicação deve seguir os seus valores. Isso serve, inclusive, para todos os processos do RH, desde o recrutamento e contratação até os sistemas de avaliação de desempenho e planejamento de carreira do profissional.

A problemática de contratar funcionários que não estão aderentes à cultura da empresa está no reflexo que isso pode causar dentro da organização. A qualidade do trabalho pode ser prejudicada, a satisfação no trabalho por parte dos demais colaboradores pode diminuir e, no pior cenário, podemos ter um ambiente potencialmente tóxico. E todos esses problemas impactam diretamente os resultados do negócio.

Se, já no processo de contratação, a seleção de candidatos se basear, também, nos valores da empresa e priorizar os profissionais que se encaixam na cultura organizacional, um problema futuro pode ser evitado. Ou seja, contratar pensando no perfil do profissional, se ele se encaixa ou não na cultura da empresa, é o primeiro passo para trabalhar a retenção de talentos.

E se pensarmos em questões que podem surgir no futuro, como mudanças operacionais, por exemplo. Quando uma organização passa por transformações, é comum ver parte dos funcionários irem embora e um dos motivos para isso é o fato de que eles não estavam totalmente alinhados à cultura e os valores da organização. Uma equipe forte, com valores compartilhados é mais ágil e tem mais chances de se adaptar às mudanças.

Por Juliane Yamaoka, gerente geral da Efix.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics