Carreira

Estilos de liderança: qual é o seu?

Diferentes personalidades, experiências e vivências profissionais formam estilos variados de liderança que são passíveis de adaptações, conforme o ambiente proposto. Renata Motone, coordenadora de Recursos Humanos da Luandre, tem contato com gestores de todos os perfis, clientes ou candidatos. Para ela, o fator mais importante no cargo é que o executivo se conheça e saiba se adaptar às diferentes situações. “Por mais democrático que um profissional procure ser no ambiente de trabalho, há ocasiões em que será cobrado por mais posicionamento”.

Pensando nesta questão, a especialista relacionou abaixo os dez principais estilos de liderança. Veja qual é o seu!

Autoritário

O tal chefe tradicional tem como características a centralização do poder e o individualismo. Este perfil geralmente resulta em um certo medo do crescimento de seus colaboradores, pois acredita que sua posição está sempre em risco. Está preocupado com processos, em atingir o objetivo a qualquer custo, utilizando somente de suas estratégias, sem ouvir a equipe. Consequentemente acaba não conseguindo desenvolver o time por medo de perder o controle. “A dica que dou neste caso é repensar sua posição e entender que, mesmo uma relação hierárquica precisa de trocas positivas”, diz Renata.

Democrático

O líder democrático estimula a colaboração de seu time por meio de reuniões, brainstorms e constantes feedbacks. “É aquela pessoa comunicativa e que demonstra confiança nos seus liderados”. A gestão é inclusiva, consciente e racional, porém, não deve deixar que o gosto pelo consenso o segure na hora de tomar decisões importantes.

Coercitivo

Este perfil é também conhecido como o “chefe exigente” que busca excelência e não admite erros. O lado ruim é que costuma monopolizar decisões e intimidar, por ser crítico em excesso. É muito comum que entregue as tarefas para a sua equipe e cobre um bom resultado no prazo previsto, mas sem fornecer suporte. Administra a equipe com rigidez e cobrança, deixando os liderados em nível de atenção e stress máximo.

Marcador de ritmo

O líder marcador de ritmo busca alto desempenho e quer extrair isso da equipe por meio do exemplo. O típico workaholic que trabalha até tarde e “põe a mão na massa”, dificilmente deixando o time em apuros por apenas ter delegado. “Este é um profissional de peso em qualquer empresa, admirado por ser extremamente engajado. Ou seja, importantíssimo na obtenção e manutenção de resultados, mas que pode ser mal compreendido por exigir demais dos funcionários e distorcer o nível de responsabilidade de cada um”, explica a coordenadora.

Paternal

Preza pelo bom relacionamento. É um gestor que proporciona um bom ambiente de trabalho, além de ser excelente em resolver conflitos. Contudo, deixa-se levar demais pela emoção mesmo quando erros precisam ser apontados em prol de um bom resultado.

Treinador

Preocupado com o relacionamento, mas neste caso é com o desenvolvimento profissional de cada um de sua equipe, por isso, entende que uma de suas principais funções é levar conhecimento. Este líder consegue “diagnosticar” os pontos fortes e fracos dos seus colaboradores e criar um plano de ação para orientá-los a fim de que possam melhorar seus respectivos desempenhos. O ponto fraco é a crença de que um treinamento pode ser mais valioso do que uma conversa franca. “Às vezes, o desempenho é fraco por falta de empenho e não conhecimento. Portanto, o funcionário precisa ser alertado sobre”, explica Renata.

Centralizador

O líder centralizador é uma figura muito comum nas organizações. Na prática, ele sempre toma decisões sem consultar a equipe e tem dificuldades em delegar as atividades operacionais, o que garante a ele mais trabalho, mais transtornos e menos colaboração de seu time. Mas, há algo de positivo neste tipo de liderança: ela é ótima para equipes jovens e imaturas que precisam de constante supervisão.

Liberal

Acredita que a equipe tem conhecimento e ferramenta suficiente para trabalhar sozinha, além de concordar com todas as sugestões, sem se preocupar muito com o resultado.

Inspirador

O líder inspirador é o profissional que serve de exemplo. Ele é conhecido e admirado por sua competência, carisma e é um grande motivador. Ele não precisa dar muitas ordens para exercer sua influência. “É alguém que age com ética e procura ser o mais justo possível, além de ser muito bom em delegar tarefas”, comenta Renata. Seu estilo de liderar, porém, pode gerar conflito com outras figuras dentro do negócio e profissionais questionadores e de personalidade forte. Com esta turma, ele vai ter de usar de diplomacia para não entrar em problemas.

Visionário

Está sempre de olho no futuro e gosta de criar planos e projetos mais distante. Por ser, em geral, muito intuitivo, tem facilidade em encontrar talentos para a empresa. A única questão é que pode deixar tarefas do dia a dia que considere bobas ou repetitivas, de lado nesta busca pelo sucesso. Neste caso, é sempre bom lembrar de dedicar um tempo, mesmo que menor, a elas.

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics