Carreira

Falar Inglês pode aumentar o salário em até 70%, aponta pesquisa

Se antes o inglês representava um diferencial para o currículo, hoje, o idioma é praticamente uma obrigação para quem procura se destacar no mercado de trabalho. E não só em questão de carreira que aprender a nova língua proporciona benefícios, mas também, claro, em relação ao salário.

Segundo dados da 57ª Pesquisa Salarial da Catho, a remuneração de um funcionário fluente em inglês, em cargo de gerência, é até 70% maior do que em relação um profissional do mesmo nível hierárquico, mas sem a fluência no idioma. Nos outros níveis, as variações apresentam números menores entre os que dominam o inglês e os que têm apenas conhecimentos básicos do idioma.

Nível hierárquico – % de ganho a mais dos profissionais fluentes em relação aos que não falam o idioma

– Gerente / Diretor / Presidente – 70%

– Supervisor / Coordenador / Líder / Encarregado – 53%

– Profissional especialista graduado – 33%

– Analista – 40%

Espanhol

Assim como o inglês, o espanhol também é um importante diferencial de carreira e salarial, de acordo com a pesquisa. Falar fluentemente o espanhol é um diferencial e pode aumentar em até 40% a remuneração para o cargo de analista, por exemplo. A maior diferença salarial, no entanto, é no cargo de gerência: até R$ 5 mil se comparado os níveis básico (média em R$ 10,712,01) e fluente (média em R$ 15.395,17)

Quando nos referimos aos idiomas que são importantes para os profissionais, fica claro que o inglês já é esperado e, portanto, considerado praticamente obrigatório, sobretudo em algumas áreas. Já o segundo idioma, esse sim passou a se tornar o diferencial no mercado de trabalho, tornando-se um dos responsáveis pela valorização salarial e para o atingimento dos objetivos profissionais”, afirma o gerente da Catho Educação, Fernando Gaiofatto

Nível hierárquico – % de ganho a mais dos profissionais fluentes em relação aos que não falam o idioma

– Gerente / Diretor / Presidente – 44%

– Supervisor / Coordenador / Líder / Encarregado – 41%

– Profissional especialista graduado – 16%

– Analista – 40%

Comentários

comentários

TOP
Web Analytics