Tecnologia

Google abre aceleradora de startups no Brasil

O Google anunciou hoje mais uma contribuição para o ecossistema empreendedor brasileiro: o Launchpad Accelerator São Paulo, um programa focado em ajudar startups do país a criar produtos e tecnologias atraentes, escaláveis e impactantes. Depois de Israel (Tel Aviv) e Nigéria (Lagos), o Brasil é o terceiro país do mundo a receber essa iniciativa, que é um desdobramento do Launchpad Accelerator Global. Aqui, o programa terá sede no Campus São Paulo, o espaço do Google para startups.

“O ecossistema brasileiro de startups vive um momento único, com muitas histórias de sucesso que se tornaram inspiração para outros fundadores e exemplo para atrair novos investimentos. Para manter esse ciclo virtuoso, é fundamental continuar a investir em programas de apoio para os empreendedores que estão em busca da próxima grande inovação”, diz Rodrigo Carraresi, gerente de programas do Google Developers.  

Tendo em vista que o desenvolvimento tecnológico é um grande diferencial para o sucesso das startups, o Google entende que a nuvem é a matéria prima para um bom produto. Por isso, o  Launchpad Accelerator São Paulo ajudará as startups desenvolver de seus produtos e superar desafios tecnológicos, principalmente, em Inteligência Artificial, Machine Learning, Android, Google Cloud Platform e soluções web (Progressive Web Apps, Accelerated Mobile Pages, entre outras).

Com duração de três meses, o programa oferece suporte técnico contínuo para ajudar no desenvolvimento de um projeto específico, definido no começo do programa, por meio de mentoria com especialistas do Google e do mercado e acesso antecipado a novas tecnologias da empresa. Além disso, as startups também receberão entre 20 mil e 100 mil dólares créditos de produtos Google e suporte dedicado. Como é focado no desenvolvimento de uma tecnologia, o programa não conta com espaço de coworking no Campus São Paulo.

O programa é especialmente valioso para startups que:

1. Já tenham um modelo de negócio validado e estão trabalhando no ajuste e tração de produto-mercado.

2. Tenham interesse em oportunidades de desenvolvimento de seus produtos com as seguintes tecnologias: Inteligência Artificial, Machine Learning, Android, Google Cloud Platform, Web (Progressive Web Apps e Accelerated Mobile Pages).

3. Possuam a disponibilidade de um líder ou time de tecnologia/produto para participar das atividades durante a duração do programa.

Nos próximos dois anos, o objetivo é apoiar 35 startups. As inscrições para a primeira turma estão abertas neste formulário até 23 de abril. As startups selecionadas começarão a trabalhar com o Google no dia 14 de maio.

Comentários

comentários

Desde 1998 p&n é uma plataforma de conteúdos referência em Gestão de Pessoas e mundo do trabalho. Tanto nas versões web e impressa, com sua linha editorial independente, é focada na melhor entrega de informações e serviços para os profissionais de RH.

curte com a gente!

© 2017 Revista Profissional & Negócios. By Rockbuzz | Estratégia Digital

TOP
Web Analytics