Carreira

Para especialista, realizar um check-up na carreira é quase tão importante quanto cuidar da saúde

Fazer check-up de carreira é quase tão importante quanto aquele feito para verificar se está tudo bem com a nossa saúde, e que, mesmo assim, acabamos deixando de lado. Essa autoavaliação é fundamental para garantirmos uma trajetória profissional de sucesso, sustentável e valorizada tanto por nós como pelas organizações, garantindo, assim, emprego e renda por toda a vida.

Para o CEO da Lens & Minarelli, José Augusto Minarelli, o check-up de carreira é tão importante que permite que o profissional se mantenha em destaque na organização, garante sua permanência ativa no mercado e preserva seu emprego e renda por toda a vida. O check-up é um dos pilares fundamentais para a empregabilidade profissional.

“Imagine que a carreira seja uma escada rolante que desce constantemente. Se o profissional não se atualiza, ele chegará à base da escada”, comenta o executivo. “É preciso se capacitar e investir no seu crescimento para que ele se mantenha sempre nos degraus mais altos, garantindo, assim, a sua empregabilidade. Sem atualização, ele certamente será substituído.”

No check-up de carreira, é necessário realizar uma autoanálise completa, desde competências profissionais, passando por saúde física, mental e espiritual, até reservas financeiras que garantiriam a manutenção de suas atividades cotidianas após uma demissão, por exemplo. “O check-up é a garantia da competência profissional e da empregabilidade e deve ser feito anualmente, com uma análise e diagnóstico sinceros, que permitirão saber se o profissional está alinhado com as expectativas do mercado, seja em formação, competências, perfil organizacional e de liderança.

Mas você sabe realizar um Check-up de carreira?

Minarelli, que é autor do livro “Empregabilidade – Como entrar, permanecer e progredir no mercado de trabalho”, desenvolveu, também, um questionário para auxiliar o profissional na autoavaliação, baseando-se nos principais pilares da vida e carreira. A partir dele é possível ter uma visão ampla de sua perspectiva profissional.

1.Adequação Vocacional

a) Você está satisfeito com sua profissão ou ocupação atual?

b) Se tivesse oportunidade, trocaria de profissão ou ocupação? O que gostaria de fazer? Por quê?

c) Qual é seu grande sonho profissional ainda não realizado? Você tem esperança de conseguir realizá-lo? O que falta?

1.2.Competência Profissional

a) Em que você é realmente competente? Que contribuições ou benefícios você pode proporcionar a um empregador ou cliente?

b) Caso sua ocupação atual deixe de existir, que outra você se sente habilitado a desempenhar?

c) Propôs alguma mudança ou inovação significativa em seu trabalho atual? A sugestão foi aceita e implantada? Descreva a proposta e os resultados.

1.3.Idoneidade

a) Você já foi sondado para facilitar concorrências ou contratos em troca de benefícios pessoais? Como reagiu? Vacilou ou não? Por quê?

b) Quem defende uma honestidade, na sua opinião, corre o risco de perder bons negócios ou o próprio emprego? Por quê?

c) Você contrataria um profissional corruptor para facilitar seus negócios? Por quê?

1.4.Saúde física, mental e espiritual

a) Como vai sua saúde geral? Que tipo de queixas você tem? Você se automedica? Já pensou em consultar um especialista? Qual?

b) Pratica algum esporte ou qualquer outro tipo de atividade física, como caminhadas e exercícios? Na academia ou em casa? Com orientação técnica ou sem? Qual é a frequência?

c) De quanto tempo você dispõe para:

  • Ficar sozinho e refletir?
  • Sair, namorar, fazer um programa diferente com seu cônjuge?
  • Brincar e conversar com seus filhos?
  • Encontrar amigos ou telefonar para eles?
  • Participar de atividades comunitárias?
  • Ler, ouvir música, assistir a um bom filme, visitar um museu, caminhar despreocupadamente?

1.5.Reserva financeira

a) Você desenvolve alguma ocupação paralela ao seu emprego atual, remunerada ou não? É síndico, professor, faz “bicos”, presta algum serviço, vende alguma coisa, administra finanças da família, ajuda o cônjuge na profissão dele?

b) Tem alguma reserva financeira de contingência? Na falta do emprego, durante quantos meses conseguiria viver com suas próprias economias?

c) Recebe alguma renda extra (aluguéis, aplicações)? Qual é o valor? Conseguiria sobreviver apenas com esse rendimento?

1.6.Relacionamentos

a) Qual é a amplitude de sua rede de relacionamentos? Seu rol de contatos é grande e diversificado?

b) Você cultiva seus relacionamentos? De que maneira? Visita, telefona escreve, cumprimenta em datas comemorativas como aniversário, eventos religiosos, fim de ano etc.?

c) Mantém um registro organizado de seus relacionamentos? Guarda cartões de visita, listagens e agendas em geral? Anota a ocasião, data e o assunto de cada encontro?

Plano de ação

O executivo recomenda que, com base no autodiagnóstico proporcionado pelo check-up, o profissional escolha os conselhos que melhor se aplicam ao seu caso. As propostas têm o objetivo de gerar opções inovadoras de acordo com cada situação. As opções escolhidas devem fazer parte das tarefas que ele considerar aplicáveis e adequadas.

1.1.Adequação profissional

( ) Investigar aptidões e interesses.

( ) Avaliar o grau de satisfação e de insatisfação com seu trabalho atual.

( ) Corrigir a rota da carreira rumo à sua verdadeira vocação.

1.2.Competência profissional

( ) Diagnosticar tendências e planejar sua atualização profissional.

( ) Elevar seu nível de informação e cultura geral.

( ) Conhecer novos recursos tecnológicos e aprender a utilizar novas fontes de acesso à informação.

1.3. Idoneidade

( ) Não admitir ou compactuar com deslizes, mesmo que pequenos.

( ) Não manipular informações estratégicas da empresa para valorizar o próprio “passe”.

( ) Manter confidenciais os assuntos e as informações que estão ou estiveram sob sua responsabilidade.

1.4. Saúde física, mental e espiritual

( ) Fazer check-up médico regularmente ou uma avaliação cardíaca anual.

( ) Iniciar um programa de condicionamento físico.

( ) Investir em um programa preventivo de saúde: moderar o consumo de álcool e diminuir o cigarro, melhorar a qualidade da alimentação diária, praticar exercícios regularmente.

1.5. Reserva financeira

( ) Poupar dinheiro para as contingências.

( ) Identificar e fazer investimentos produtivos.

( ) Ter atividade remunerada extraemprego.

1.6. Relacionamentos

( ) Registrar todos os relacionamentos feitos, particularmente os mais interessantes.

( ) Reservar alguns minutos durante o dia para conversar descontraidamente com as pessoas que estão à sua volta.

( ) Aprender e praticar os procedimentos de networking.

Comentários

comentários

Desde 1998 p&n é uma plataforma de conteúdos referência em Gestão de Pessoas e mundo do trabalho. Tanto nas versões web e impressa, com sua linha editorial independente, é focada na melhor entrega de informações e serviços para os profissionais de RH.

curte com a gente!

© 2017 Revista Profissional & Negócios. By Rockbuzz | Estratégia Digital

TOP
Web Analytics