Desenvolvimento

Tudo pelo desenvolvimento

A rede de comércio varejista Pernambucanas, que possui 106 anos de atuação no setor, comemorou no mês de janeiro os 10 anos de existência de sua Universidade Corporativa, localizada no bairro do Campo Limpo, em São Paulo.

E com a ideia de compartilhar o espaço com outras empresas, a corporação está abrindo a oportunidade de utilização das salas para futuros eventos, confraternizações e encontros.

Segundo o executivo de Relações Institucionais da Pernambucanas, Luis Alcubierre, a Universidade Corporativa Comendadeira Helena Lundgren (UCCHL) foi construída como um espaço para debate, ideias, inovação e a formação de colaboradores. “Ao longo do tempo, amadurecemos não apenas no conteúdo daquilo que passamos aos funcionários, mas também na infraestrutura de nossa Universidade. A partir disso nos perguntamos: por que não dividir esse espaço com outras empresas do mercado? Elas poderão compartilhar de nossos valores e de nossa história no memorial interno da Universidade”, explica.

Além disso, o executivo acredita que esse compartilhamento é uma forma de manter o espaço ocupado ao longo de todo o ano e, também, é uma possibilidade de investir ainda mais em sua modernização.

A Universidade foi idealizada como evolução do antigo Centro de Treinamento da empresa. Em 2005, ela se transformou em um polo de geração de conhecimento para a companhia e um núcleo de formação de lideranças e de construção de equipes para o varejo. O nome Comendadeira Helena Lundgren foi escolhido como homenagem à filha do fundador da Pernambucanas, Arthur Lundgren, e neta do empresário Herman Theodor Lundgren, imigrante sueco que deu início a tudo.

Situada no bairro do Campo Limpo, em São Paulo, a Universidade funciona em uma área de 35 mil m² e dispõe de salas de treinamento totalmente equipadas, auditório para 580 pessoas, apartamentos com acomodações para até 180 pessoas, restaurante e área de recreação com piscina e quadras.

Além disso, a UCCHL possui espaço para cursos, MBAs executivos, seminários, palestras, workshops e todo tipo de evento corporativo que exija uma estrutura maior.

Segundo Alcubierre, a grade de cursos e fóruns internos de formação de colaboradores foi mantida e houve investimento na infraestrutura tecnológica do espaço. “Pensamos na melhor relação custo-benefício para as empresas que queiram utilizar o nosso espaço. E a UCCHL privilegia o aprendizado e o relacionamento”, comenta o executivo.

Alcubierre explica ainda que as comemorações dos 10 anos levaram em conta os colaboradores como protagonistas do sucesso da Universidade em uma campanha de comunicação interna, e que ainda está apenas começando. “Temos planos de realizar um evento musical específico para o nosso público interno ao longo deste ano, mas estamos na fase de negociações para a realização desta etapa”, conta ele.

Os resultados dessa abertura já são evidentes. Algumas empresas procuraram a Pernambucanas no começo do ano para conhecer o espaço e outras, inclusive, já realizaram alguns eventos. “Os comentários que temos recebido vão no sentido de que o espaço é surpreendente e de que o atendimento que temos prestado durante os eventos é de alto nível. Estamos confiantes quanto às negociações”, conclui Alcubierre.

Comentários

comentários

Tudo pelo desenvolvimento
Comente aqui!

Qual sua opinião?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desde 1998 p&n é uma plataforma de conteúdos referência em Gestão de Pessoas e mundo do trabalho. Tanto nas versões web e impressa, com sua linha editorial independente, é focada na melhor entrega de informações e serviços para os profissionais de RH.

curte com a gente!

© 2017 Revista Profissional & Negócios. By Rockbuzz | Estratégia Digital

TOP
Web Analytics